3 de abr de 2013

Enamorada de Barcelona

 
Sagrada Familia

Bom dia Barcelona!
Meu primeiro dia de viagem começou bem cedo, mais precisamente às 6:30 h quando desembarquei na cidade. Depois de tentar fazer um early check-in, acabei deixando a bagagem no lobby do hotel, em seguida fui em direção ao maior cartão postal da cidade: La Sagrada Famila. Cheguei cedo, um pouco após as 8:00 h, e a fila já estava virando a esquina! Esperei e depois de mais de uma hora finalmente cheguei até o caixa para comprar a minha entrada: EUR 18 para visitar a igreja e sua torre! Achei o preço um pouco salgado, mas fui em frente e entrei.

Com uma arquitetura bastante diferente das demais igrejas na Europa, a construção do templo foi iniciada em 1881 e 1882 o projeto foi assumido por Antoni Gaudí. Desde então o monumento transformou-se em um dos projetos mais fascinantes de todos os tempos e tornou-se ícone de Barcelona. A igreja encontra-se em construção há mais de um século e a previsão para o trabalho ser finalizado é para o ano de 2026 - 2028.
 

Vista do alto da torre da Sagrada Familia

A visita valeu a pena principalmente pela vista da cidade do alto da torre da Sagrada Familia. Na saída da igreja visitei a loja de souvenirs e comprei umas lembrancinhas bem originais.

De lá parti para Passeig de Gràcia, uma das maiores avenidas de Barcelona e um dos mais importantes centros comerciais, culturais e financeiros da cidade. Este é o endereço das lojas de grifes, hotéis luxuosos, bares e restaurantes da moda, além de La Pedrera e Casa Batlló.


 
La Pedrera


Primeiro visitei La Pedrera, também conhecida como Casa Mila, outro incrível trabalho de Gaudí e Patrimônio Mundial da UNESCO desde 1984. O edifício modernista é  sede da Fundació Catalunya - La Pedrera além de um centro cultural com exibições e atividades  para o público em geral. La Pedrera está aberta diariamente para visitas e mais informações sobre este monumento estão disponíveis no site: http://www.lapedrera.com/en/home

  
Casa Batlló
  
Depois dei uma passadinha na Casa Batlló,  a minha construção  favorita  em Barcelona. Curiosamente este edifício modernista não foi projetado e sim redesenhado por Gaudí. Com sua belíssima fachada decorada com um mosaico de azulejos quebrados, pedras e vidros, a Casa Batlló é um dos principais cartões postais da cidade e atrai uma quantidade enorme de turistas todos os dias. Dica: chegue cedo! Mais informações sobre a Casa Batlló: http://www.casabatllo.es/en/  
 
 
Café-da-manhã na Avenida Passeig de Gràcia
 
Fiquei três dias na cidade e em cada um deles descobri algo novo na Avenida Passeig de Gràcia. Estava com um tênis bem confortável e caminhei pela avenida inteira, entrei nos cafés charmosos, namorei as vitrines das lojas de grife, fiz uma visita a  loja de departamento El Corte Inglés (uma das maiores lojas de departamento européia) e continuei andando... Passei pela Plaça de Catalunya, entrei no Mercado La Boqueria em La Rambla e caminhei até o Monumento a Colombo em frente ao Porto de Barcelona.
 
 
Mercado La Boqueria
 
No meu último dia visitei Montjuïc, uma área com diversos museus, galerias de arte, parques e  uma vida noturna bem agitada. A colina de Montjuïc ficou conhecida mundialmente em 1929 com a Exposiçao Internacional de Barcelona e em 1992 com os Jogos Olímpicos  de Barcelona. Nesta área encontram-se o Museu Nacional de Arte de Catalunia, a Fundação Joan Miró, o Estádio Olímpico de Montjuïc e a Fonte Mágica na Praça da Espanha.


Montjuïc
   
É claro que não foi possível conhecer Barcelona em apenas três dias, mas tive a oportunidade de visitar três das suas principais áreas: a cidade antiga e os bairros de Eixample e Montjuïc. Caminhei bastante, conheci os principais monumentos, fiz umas comprinhas e comi muito bem. E por falar em comer, não deixe de comer uma boa paella espanhola quando estiver em Barcelona...
 
 
Paella

Texto e fotos: Andréa Cocchiarale


Nenhum comentário:

Postar um comentário